Balizamento e a RIPEAM – Destrinchando o Arrais Amador


Alou Maruj@s!

Estamos de volta para continuar a série “Destrinchando o Arrais Amador”! Já falamos de Luzes de Navegação e das Regras de Preferências, e agora vamos falar de Balizamento que não é estacionar o barco, mas as Balizas – Marcações, Placas, Sinalização – de segurança no Mar.

Lembra do que falamos nas Regras de Preferência? A RIPEAM é um regulamento para Segurança, então o Balizamento nada mais é do a mesma coisa, só tem um detalhe: Balizamento não é da RIPEAM, é da IALA. Se perdeu na Sopa de Letrinhas? Entra nesse link aqui.

De toda forma, a intenção da IALA e da RIPEAM é a mesma: Evitar Colisão. A RIPEAM regula em relação a embarcações, a IALA vai regular em função de pontos fixos: terra, costa, fundo do mar… Para simplificar bastante, é mais ou menos esse o escopo de cada uma dessas organizações internacionais.

Tem um folder bem legal da Guarda Costeira Americana resumindo tanto RIPEAM (que eles chamam de COLREG) quanto IALA. Dá uma olhada! Vale a pena ter a bordo.

Então, vamos lá! Falemos de Balizamento – ou Balizagem! É super simples!

Primeiro de Tudo: Onde Estou?

A IALA, por motivos históricos, separou o mundo em duas regiões: IALA A e IALA B. Tem um jeito simples de lembrar: IALA A é mais antiga, antiga vem do Velho Continente: Europa, África e Ásia. IALA B é mais nova, então é do Novo Continente: Américas e Caribe. Ainda tá achando complicado? Então lembra que vc está na IALA B, B de Brasil. Pronto, agora não tem erro! 🙂

Mas, se na prática você confundir, não tem tanto problema e a gente vai explicar por quê. Na prova de Arrais Amador tem problema, porque a pergunta normalmente é parecida com “Navegando em Região de IALA X, qual marcação no canal…”. E na verdade, não pode variar muito além disso “Marcação no Canal” porque a Única Diferença entre IALA A e B é a Cor das Boias de Canal. Nem a forma da boia muda. Só a cor. Vamos explicar mais na frente. Guarda essa informação. 😉

Segundo de Tudo: Tipos de Marcação

Existem só 5 tipos de marcação (boias):

  1. Laterais: mostram os limites dos canais de navegação
  2. Cardinais: mostram onde é seguro passar (águas seguras) em relação aos pontos cardinais N,S,L,O.
  3. Perigo Isolado: mostram que naquele ponto específico há um Perigo para Navegação
  4. Águas Seguras: mostram que as águas são profundas e seguras. Muito usadas para marcar o limite de um canal de navegação e o mar “aberto”.
  5. Especiais: mostram velocidades seguras, áreas de recreação, ancoragem segura, etc.

Boias de Marcação Laterais:

Antes de explicar sobre isso, é importante mostrar uma coisa que quase todo mundo esquece de dizer: FORMATO. Muito mais importante do que a Cor das Boias, o formato delas é Primordial. “Tá maluco! Sempre me falaram para decorar as cores”. É, eu sei. Sempre me falaram isso também, mas na prática, as cores das boias são complicadas. Primeiro: a distância, no sol, é praticamente impossível para qualquer ser humano distinguir perfeitamente as cores. Segundo: as cores desbotam e, infelizmente, muitos lugares do mundo não tem o dinheiro suficiente para fazer a manutenção frequente das boias. Terceiro, as boias são o lugar favorito de descanso das aves marinhas e por isso, as cores Verde, Vermelha, Amarela e Preta viram Brancas de tanto co… fezes (irgh!) dos pássaros. Por último, contra o sol, é impossível ver a cor de uma boia e acredite: serão raras as vezes em que você vai entrar num canal de navegação as 12hr. Normalmente, é na volta do passeio: ao pôr do sol, ou de manhã, nascer do sol.

Por isso, a própria IALA recomenda que a primeira coisa a olhar no Balizamento sejam AS FORMAS e não as cores.

Isso facilita pra caramba a vida, especialmente para navegar pelo mundo de IALA A porque as cores das marcas de canais mudam, mas não as formas (já falei isso, eu sei. Mas é para Gravar Mesmo).

A coisa toda funciona assim:

  1. O Porto é o Destino. Então, considere sempre como se você estivesse Entrando no Porto.
  2. As Boias podem ser numeradas, então: Os Números Aumentam conforme vc se aproxima do porto. Mas existem lugares que usam ao contrário e as boias com Números Altos estão de fora. O que é até legal porque daí você sabe quantas boias faltam para chegar… Bem, a maioria dos canais que vimos por aí, na verdade, nem é numerada.
  3. Boias de Bombordo (Esquerda) são Cilíndricas
  4. Boias de Boreste (Direita) são Cônicas

3 e 4 funcionam para IALA A e IALA B, a nossa no Brasil. Agora, as cores:

  1. IALA A:
    1. Bombordo do Canal: Vermelha
    2. Boreste do Canal: Verde
    3. Fácil de Lembrar pq bombordo é Vermelho também nos barcos.
  2. IALA B: Brasil. Américas e Caribe
    1. Bombordo do Canal: Verde
    2. Boreste do Canal: Vermelha (Encarnada – lembre-se, nas cartas náuticas, Vermelho é marcado com a letra E de encarnado para diferenciar do Verde. Se não, sera V para Verde e V para Vermelho, ia dar uma bagunça danada).
    3. Fácil de Lembrar: “Entra Casado“. Casado no sentido de 1 cor diferente da outra. Verde do Boreste do Barco + Vermelho do Boreste do Canal. Mas eu não gosto dessa frase porque confunde. Pode parecer coisa de Yankee Vendido, mas os americanos usam “Red Right Return“. Ou seja: “Vermelho, Direita, Retornando”. Se você está Retornando para o Porto (entrando), mantenha as marcações Vermelhas do seu lado Direito. Para ficar no “marinhês” correto: Balizas Encarnadas à Boreste. O que forma um lembrete legal também: BEB (bebê)… Sei lá, o que vale é você lembrar da forma que for melhor para vc! 🙂
    4. Mas mais fácil do que isso tudo e como eu aprendi de vez: Entrando no canal fique SEMPRE com os CONES à Boreste. IALA A, B, Português, Inglês, Russo ou Japonês… Cones à Boreste. Essa dica veio de uma navegador Daltônico. Pois é, o cara tem dificuldade de ver cores, então ele aprendeu diferente e aprendeu, olha só, Certo. Que nem a IALA pede. Pela Forma e não pela cor. Fantástico como um “Problema” pode virar Solução! 😀

Segue um esqueminha para facilitar. Não sei você, mas eu sou um cara que preciso Ver para Aprender.

Red Right Return - IALA B, Arrais Amador

 

Ta aí na figura: Retornando ao Porto com os Cones Encarnados à Boreste da Embarcação se mantendo e à Boreste do Canal (lembra das regras de preferência? Tudo faz sentido, cara! 😉 )

Escolhemos não colocar o esquema da IALA A para não confundir. A sugestão é aprender esse aí direito e aí lembrar que IALA A só muda a cor das balizas. Venhamos e convenhamos: é material para Arrais Amador e com essa habilitação você não consegue chegar navegando em nenhum país que seja a IALA A! 😛

Mas tem uma outra sinalização lateral que é de bifurcação de canal. Ali na Urca tem uma. Quem entra para o Iate Clube do Rio de Janeiro pelo canal vê uma bifurcação logo no início que leva para o canal do Clube de Regatas Guanabara e o Quartel dos Bombeiros. Não aparece na carta náutica que temos aqui, se aparecer na sua, dá um alou para gente que queremos saber qual a carta que você usa!

Bem, de toda forma, para saber identificar um bifurcação de canal, é só lembrar que o Canal Preferencial é a Cor do Meio. Hein?! É assim: as boias laterais de Bifurcação de Canal são bicolores separadas em 3 faixas: de cima, do meio, debaixo. As Faixas De Cima e de Baixo terão a mesma cor e a faixa do meio será da cor diferente. O canal preferencial está para o lado da cor do meio. Verde: Bombordo, Vermelho: Boreste. Por que? Lembra que as Boias Laterais são referência para quem está Entrando no Canal. Então, as boas Verdes estão à Bombordo e as Vermelhas (Encarnadas) à Boreste. A cor do meio, portanto, indica a cor da boia que você deve segir para se manter no Canal Preferencial.

Ainda está confuso? Vamos de outra forma, aliás, vamos lembrar das Formas das Boias e aí fica fácil:

  1. Canal Preferencial à Bombordo: é marcado pela boia de Boreste, os Cones/ Triângulos.
  2. Canal Preferencial à Boreste: é marcado pela boia de Bombordo, os Cilindros/ Quadrados.

Facilitou? Não? Segue um esqueminha, então.

 

ACA_PPT BALIZAMENTO_CanalPreferencial_Bombordo

Reparou que a marcação está na boia de Boreste? Reparou que a faixa do meio é da cor do lado do canal que você deverá seguir? Não tem erro mais! 🙂

Uma coisa importante é que nem sempre, a noite principalmente, você conseguirá ver todas as boias de canal. São raras as vezes em que elas estão alinhadinhas corretamente para você ver do início até o fim. Normalmente tem barcos ancorados na frente que impedem a visão de uma ou mais boias. Então é importante entender que você precisa usar estas boias como limites de navegação. Num caso prático:

Estávamos entrando no canal de navegação em uma ilha das Bahamas e, além do mau tempo, estava bastante movimentado e não conseguíamos ver o canal todo sinalizado. Conseguimos ver as duas boias de entrada e fomos por ali. A gente foi navegando se guiando pelo GPS, mas sempre que víamos apenas a marcação Verde de Bombordo sabíamos que estávamos nos aproximando do limite de bombordo do canal, ou seja, dali não dá para seguir e daí começávamos a mudar o rumo de volta para boreste e a catar as boias Cônicas Encarnadas novamente. E vice versa. Até que chegamos em um ponto reto, sem obstruções e que conseguimos visualizar todo o fim do nosso percurso. Bem, faltavam nem 500m para a doca e já dava para ver tudo, então não valeu muito! rs!

Mas percebeu como é importante compreender que estas boias marcam não só o corredor, mas também os Limites Laterais? Se você passar da boia, ou seja, se vir a boia de Boreste no seu Bombordo, cara! Para e volta exatamente por onde você veio porque as chances de encalhar ou bater em uma pedra são Enormes!

Essas foram as Boias Laterais. Não tem mais nada e não lembro de ter visto isso em uma prova de Arrais Amador, mas está no programa, então é melhor saber. E, de verdade, não tem como ir pro mar sem saber isso. Não tem como. E convenhamos, é Fácil-fácil que não tem como não saber.

Vamos agora para as Boias Cardinais, o segundo grupo de boias e isso eu já vi em algumas provas de Arrais Amador. Então, se liga!

Boias Cardinais:

O objetivo destas boias é mostrar para o navegador por qual lado é seguro passar. A Marinha do Brasil usa muito essas boias, muito mais do que qualquer outro lugar que a gente já esteve e, para ser honesto e justo, a gente aqui da Academia Náutica ama essas boias! O Balizamento Cardinal é Muito Eficiente e ajuda muito o navegador. Especialmente na Baía de Guanabara tem várias delas e são excelentes! Um Grande Parabéns pra Marinha do Brasil! 😀

Como funciona: Basicamente são 4 boias, uma para cada ponto cardinal (dã)! Norte, Sul, Leste e Oeste. Para ajudar a compreender melhor, a gente dividiu a coisa numa ordem diferente do usual NSLO (Norte Sul Leste Oeste), para seguir como que a IALA criou o esquema dessas Boias. E você vai ver que é mais fácil aprender assim (tomara)… 😛

  1. Todas as Boias Cardinais são Marcadas por 2 Cones Pretos no topo da Boia.
  2. Todas as Boias Cardinais são Marcadas em 2 Cores: Amarelo com faixa(s) Preta(s).
  3. Todas as Boias Cardinais são Divididas em 3 partes: superior, meio e inferior. Isso é importante pra entender como que as faixas pretas se colocam na boia.
  4. Todas as Boias Cardinais tem Luzes Piscando em Branco (pode ser amarelo também). Não é verde, Azul, Vermelho, nem laranja. É Branco. – Por isso que a gente sempre fica maluco quando vê uma embarcação com uma luz branca piscando no top como se fosse luz de navegação… Confunde – e muito – a noite no mar se aproximando da baía.

Agora vamos montar esse esquema aí de cima juntando os pedaços e você vai ver que nem é complicado.

 

Boia Cardinal Norte: Os Cones Pretos Apontam para Cima, o Norte fica para cima nas Cartas Náuticas e Mapas, lembra? As faixas Pretas seguem para onde os Cones Apontam, logo, para Cima. Então, das 3 partes, as 2 de cima estarão pintadas de Preto.

Boia Cardinal Norte

Os quadradinhos brancos que colocamos embaixo do desenho das boias significam os flashes que você verá a noite. O Norte, na posição do relógio, é 12 horas. Mas 12 flashes são muitos flashes e poderia confundir. A Solução foi simples: a boia norte pisca sem parar. É a única Luz Branca que Pisca Continuamente no Mar.

 

Boia Cardinal Sul: Se na boia Norte os cones apontam pra cima, na Sul, é dedutível que os cones apontam para baixo e, se norte são 12 horas, sul será 6 horas. Para não confundir, os caras colocaram um flash longo para avisar que os 6 flashes acabaram. A sequencia é separada por um período escuro (sem flashes) de 10 ou 15 segundos. Fica assim:

ACA_PPT BALIZAMENTO_Sul

Beleza. Norte aponta pra cima, sul aponta pra baixo. Moleza, Leste aponta pra direita e oeste… Nah… Não vai dar porque é um triângulo e lembra que a Forma é Mais Importante, então a distância seria difícil ver para onde o triângulo estaria apontando e se você visse de frente, seria direita, se visse de costas, seria esquerda… Ia ficar confuso já que a boia indica passar pelo Leste ou Oeste e não pela esquerda ou direita. Oeste é Oeste para quem vem ou quem vai. Então os caras pensaram na melhor ideia de todas para resolver Leste e Oeste de uma tacada só!

Boia Cardinal Oeste: Os caras pensaram em fazer um W de West com os cones… É o que diz a lenda, mas forçando a barra, até dá para ver um W, vai… Então o Cone de Cima aponta para Baixo, o Cone de Baixo, para Cima para formar o tal W.

ACA_PPT BALIZAMENTO_Oeste

Seguindo a lógica até aqui, as setas (cones) apontam pro meio, então é só a faixa do meio que será preta. Oeste está na posição 9hr, então serão 9 flashes. Como na Boia Sul, o escuro separa a sequencia e dura entre 10 e 15 segundos. (Lembra que o Sul tem um flash longo depois dos 6 curtos? Com a boia Oeste piscando 9 vezes, o longo da Sul ajuda Muito a distinguir uma da outra! Os caras são espertos! 😛 )

Boia Cardinal Leste: o leste está no lado Oposto do Oeste, certo? Então os Cones Irão Apontar para Opostos: O Cone de Cima para Cima e o Cone de Baixo para Baixo.

ACA_PPT BALIZAMENTO_Leste

Reparou que as faixas pretas, até agora estão sempre seguindo as setas dos cones? Na Norte, estavam em cima, na Sul embaixo, na Oeste no Meio. Na Boia Leste, portanto, a faixa de cima é preta, a do meio é amarela, e a debaixo é preta também. Moleza!!! Mas e os Flashes? Seguem o relógio como sempre: Leste, 3hr = 3 Flashes que piscam em grupo seguidos de escuro por 10/15 segundos, ou seja, 3 Flashes + 10 segundos no escuro + 3 Flashes + 10s… Vc entendeu…

Os Flashes são como o relógio, como falamos. A única exceção é a boia Sul que tem 1 Flash Longo após os curtos. Isso é para diferenciar mesmo, para informar que acabou e irá começar uma nova sequencia de flashes. As outras boias também tem um sinal de “fim”, mas não é por flash, é pela ausência de flash. Como falamos, são 10s ou 15s de escuro.

A ideia do flash longo e do escuro é diferenciar em relação a Boia Oeste porque você pode estar navegando e alguma coisa bloquear os últimos 3 flashes da Boia Oeste (Q(9)) e você achar que é sul (Q(6))… Ou bloquear os 3 flashes do meio e vc achar que é uma boia leste. Daí existe esse flash longo para avisar que é sul: Q(6)+ L Fl 10s , ou seja, Flashes Rápidos: 6 + Flash Longo, 10 segundos. E a ausência de flashes por 10s. Não lembra disso? Dá uma olhada no Post das Travessias para lembrar a tradução destas abreviações da Carta Náutica tipo Q(9)10s etc. 😉

Tranquilo, né? O que é importante lembrar é que as Boias Cardinais mostram por onde é Seguro Passar. Águas Seguras, essa é a ideia da IALA: Águas Seguras.

Beleza, então a próxima Boia a falar sobre é a de Perigo Isolado. Quem já navegou com a gente na Baía de Guanabara já viu essa boia ali perto da Ilha das Cobras e outra perto da Entrada da Baía que a gente até fica treinando os jibes e cambadas para regata! rs!

Aliás, já vimos todas estas boias na baía. Olha só que legal: nas cabeceiras do Santos-Dumont tem 2 Boias Sul ao Sul e 2 Boias Norte ao Norte. Perto da Ilha de Boa Viagem tem uma Boia Oeste, marcada na carta como Q(9)15s e próximo ao Pier Mauá tem uma boia Leste, na carta, Marcada como Q(3)10s. Viu, a gente mata a cobra e mostra o pau! 😉

 

Perigo Isolado: A Boia de Perigo Isolado é o que o nome diz e mostra que há um Perigo Pontual, Isolado, Só Tem Esse ponto de Perigo Naquele Local. Alguma coisa abaixo da linha d’água que Representa Perigo ao seu barco. E é alguma coisa pontual porque se fosse uma área grande, seria demarcada com as boias cardinais. Pode ser um naufrágio ou uma rocha, por exemplo. De toda forma, é importante você NUNCA passar muito próximo porque seja o que for, lembre-se que as boias estão presas ao fundo por um cabo ou corrente e por isso, elas oscilam ao redor do ponto específico. Se forem áreas que a maré varia muito – como a Baía de Guanabara -, a boia pode estar a alguns metros de distância do perigo que ela sinaliza. Então, mantenha distância.

Essa boia é super importante e cái quase sempre na prova de Arrais Amador. Então, vale a pena lembrar bem dela. Mas é super simples. Se você leu nosso blog anterior sobre Regras de Preferência você lembra das Formas Diurnas de informação quando seu barco tem um problema de manobrabilidade. Lembra da “Embarcação Sem Comando” que era marcada por dois círculos pretos? Então, é a mesma coisa. Você tem q desviar da Embarcação Sem Comando e por “coincidência” a boia Perigo Isolado em o Mesmo Símbolo: Dois Círculos Pretos no topo. Que dizem o quê? Desvia! Pronto. Aqui é assim: aprenda 1, leve 2! 😉

 

ACA_PPT BALIZAMENTO_Perigo Isolado

Lembra que falamos que a única coisa que pisca Flash Branco contínuo no mar é a luz da Boia Norte? Então, é isso mesmo. E para diferenciar a Boia Norte da Perigo Isolado, ao invés de 1 Flash, são 2 Flashes em grupos, seguidos de um período escuro. Na entrada da Baía, a Boia de Perigo Isolado aparece na carta como Fl(2)5s, ou seja, 1 Grupo de 2 Flashes espaçados por 5 segundos cada. Essa é a dica para Desviar! 😀

Legal! Você já sabe as principais boias de sinalização para o Arrais Amador! E as principais para a sua navegação segura também porque estas são as que marcam os perigos: Canais – cuidado para não bater nas bordas! Cardinais – cuidado para não bater! – Perigo Isolado – Cuidado! agora, vamos falar sobre as outras boias, as boias legais! que indicam Águas Seguras! Conhecidas por aí como “Boias do Bem Vindo” ou “Boia do Adeus” pq elas ficam bem na entrada dos canais e aí elas são a primeira coisa que você vê quando está chegando de volta ou a última visão do porto quando se está partindo. (Histórias de marujos velhos… rs!)

Boia de Entrada de Canal – Águas Seguras

Essa boia deveria estar sempre associada a um canal para que sempre que você a veja, você sabe que tem um canal de navegação próximo dela e facilitar a sua localização. Mas não é bem assim na prática. Muito lugares não tem essa boia, especialmente marinas e portos pequenos. Mas é bom saber e conhecer porque é um alívio danado quando se está há dias no mar bravo e você vê uma boia dessas piscando ao fundo! 😀

Forma: esférica. Pode ser uma bola na água, apenas, ou um Pilar com um Círculo no topo. O mais marcante, no entanto é que a boia é listrada Verticalmente de Vermelho e Branco e é fácil de identificar até de longe. O flash é Isofásico, ou seja, é regular, no caso, um flash Longo seguido de escuro que pode ser de 2 segundo, ou 10 segundos. Na entrada da baía está marcada essa boia como Iso.2s amarela. Ou seja, Um Flash Amarelo a cada 2 Segundos.

ACA_PPT BALIZAMENTO_Águas_Seguras

Tranquilo e sem mistério. Essa boia é super fácil e super querida! rs! 😀

Agora, as Bóias Especiais que, ao contrário do que parece, não são tantas boias assim, mas apenas 1. É sério, é 1 boia especial só. Até existe uma outra, mas é como caviar: ninguém nunca viu, só ouve falar. É uma boia Azul e Amarela para marcar perigos recentes que ainda não tem marcação permanente… Então, nem vamos perder mais tempo com ela.

Boias Especiais servem para marcar Lugares Especiais. Na teoria, serve para qualquer coisa que não se enquadre nas boias anteriores, tem uma lista de coisas na NORMAM, mas no Rio de Janeiro estas boias são bastante usadas para marcar Áreas de Recreação. Então você vai ver estas boias próximo à Marina, e Clubes Náuticos. Você também vai ver essa boia marcando uma estação meteorológica na entrada da Baía, próximo ao Porto e das Estações das Barcas.

Resumão!

Agora, para resumir tudo, a gente incluiu um desenho clássico que todo mundo usa porque realmente é muito útil. Vale até ter uma cópia disso no barco para olhar em caso de dúvida. Tem todas as boias que falamos aqui, simulando uma rota para um porto. Bem legalzinho mesmo! 😀

 

i

 

Curtiu? Então não esquece de que é obrigatório ter a bordo a “cola” do Balizamento, Formas, Sons e Luzes e dos Principais sinais de resgate porque na hora do vamos-ver, é melhor recorrer a ajuda do que arriscar uma manobra e acabar encalhado. 😉

Bons Ventos e Boa Prova! 🙂

compartilhe com outros marujos Facebook